Os computadores prejudicam a visão?

Imagem da notícia: Os computadores prejudicam a visão?

Segundo Fernando Falcão Reis, presidente da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO), “não há nenhuma doença ocular cuja origem possa ser atribuída aos computadores”. A afirmação surge num artigo da sua autoria, publicado na edição de maio da revista Saúde e Bem-Estar.

“Muitas vezes, ouvimos que o trabalho continuado em frente ao computador provoca dano aos olhos. Posso afirmar que isso não corresponde à verdade. Não há nenhuma doença ocular cuja origem possa ser atribuída aos computadores. Alerto ainda que o problema da radiação azul emitida pelos ecrãs, muito mediatizado pela indústria dos óculos, é um falso problema. Não há evidência científica de que a luz azul, com este nível de energia, possa provocar lesões oculares”.

“Sensação de cansaço, olho vermelho e dores de cabeça a que os doentes chamam erradamente vista cansada (vista cansada é, em termos médicos, sinónimo de presbiopia) desaparecem com uma boa noite de descanso. Há, todavia, algumas regras para reduzir os sintomas associados ao trabalho prolongado com computadores, sintomas oculares e outros, que no conjunto constituem a chamada ‘síndrome visual dos computadores'”.

Saiba mais aqui.

6 Agosto 2019
Oftalmologia

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas

Oftalmologista Rita Gama premiada no WSPOS

Rita Gama, coordenadora da equipa da oftalmologia pediátrica do Hospital da Luz Lisboa, foi premiada com o Best Free Paper Award do congresso da World Society of Paediatric Ophthalmology and Strabismus (WSPOS), que decorreu nos dias 25 e 26 de setembro em formato virtual.

Ler mais 21 Outubro 2021
Oftalmologia

“Em 2050, uma em cada duas pessoas vão sofrer de miopia”

O alerta é da OMS sublinhado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. No Dia Mundial da Visão a instituição chama atenção para a excessiva exposição de crianças a dispositivos eletrónicos. 80% de todas as causas de deficiência visual são evitáveis ou podem ser tratáveis mediante prevenção adequada.

Ler mais 14 Outubro 2021
AtualidadeOftalmologia