UC promove conferência internacional “Saúde Global em Pós-Pandemia”

Imagem da notícia: UC promove conferência internacional “Saúde Global em Pós-Pandemia”

A Academia Sino-Lusófona da Universidade de Coimbra (ASL-UC) organiza esta quarta-feira (21 de julho), em parceria com a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), a conferência internacional “Saúde Global em Pós-Pandemia”. A iniciativa decorre em formato híbrido (presencial e online), a partir da Sala do Senado da Reitoria da Universidade de Coimbra e conta com a presença do vice-almirante Gouveia e Melo.

A sessão de abertura vai contar com as intervenções do presidente da Academia Sino-Lusófona da UC, Rui de Figueiredo Marcos, e do vice-reitor da UC para as Relações Externas e Alumni da UC, João Nuno Calvão da Silva. A conferência inaugural, com início para as 14h15 vai ter a moderação do diretor da faculdade de farmácia da UC, Francisco Veiga e será proferida pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, coordenador da Task Force para a elaboração do Plano de vacinação contra a COVID-19 em Portugal.

Após dois painéis de debate, com a participação de oradores nacionais e internacionais e especialistas em saúde epidemiológica e saúde mental, como os diretores das faculdades de Medicina e de Psicologia e Ciências da Educação da UC, Carlos Robalo Cordeiro e António Gomes Ferreira), a conferência final do evento será proferida pelo presidente do conselho de administração dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, Luís Goes Pinheiro.

Após a sessão de encerramento, com as intervenções da Reitora da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Lucia Campos Pellanda, e do Reitor Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, serão celebrados protocolos de cooperação entre as duas instituições.

A conferência internacional “Saúde Global em Pós-Pandemia” pode ser acompanhada em direto no canal de YouTube do Escritório de Internacionalização da UFCSPA.

Saiba mais aqui.

21 Julho 2021
AtualidadeEventos e Formação

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas

“Em 2050, uma em cada duas pessoas vão sofrer de miopia”

O alerta é da OMS sublinhado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. No Dia Mundial da Visão a instituição chama atenção para a excessiva exposição de crianças a dispositivos eletrónicos. 80% de todas as causas de deficiência visual são evitáveis ou podem ser tratáveis mediante prevenção adequada.

Ler mais 14 Outubro 2021
AtualidadeOftalmologia