Tempos de espera em oftalmologia são dos piores no SNS

Imagem da notícia: Tempos de espera em oftalmologia são dos piores no SNS

Segundo o Relatório Anual de Acesso aos Cuidados de Saúde no Serviço Nacional de Saúde, em 2015 cerca de 43% dos doentes inscritos para uma consulta de oftalmologia e dermatologia foram atendidos fora da estimativa de tempo.

O tempo máximo de resposta garantido para uma consulta não deve ser superior a 150 dias, ou dois meses para casos prioritários e 30 dias para urgentes. O SNS teve um incremento do número de consultas realizadas, tal como cirurgias e doentes referenciados pelos médicos de família mas, segundo o DN, a “subida foi sobretudo sustentada pelas operações feitas no privado através dos vales-cirurgia”.

Em termos de regiões, o Algarve obteve os piores resultados, ao invés do Centro e Alentejo, que apresentaram os melhores. Quanto às especialidades, ginecologia, cirurgia geral e medicina interna e medicina física e de reabilitação têm taxas superiores a 90% quanto ao atendimento dentro do máximo prazo de resposta.

 

30 Agosto 2016
Atualidade

PUBLICIDADE
MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Fundação Gulbenkian e CUF fazem parceria

A presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, Isabel Mota, e o presidente da CUF, Salvador de Mello, firmaram recentemente um protocolo de colaboração através do qual pretendem aproveitar as sinergias existentes entre as áreas de atuação das duas instituições e promover o intercâmbio de conhecimentos, incentivar a cooperação e a investigação científica, estimular a formação de profissionais de saúde, apoiar iniciativas de elevado potencial e incentivar a publicação científica.

Ler mais 15 Outubro 2020
Atualidade