“Queremos ser parceiros dos oftalmologistas”

Imagem da notícia: “Queremos ser parceiros dos oftalmologistas”

Com a fusão entre os grupos Palex e Taper em agosto de 2017, a Lusopalex, empresa do Grupo Palex em Portugal, assumiu uma estratégia consolidada no mercado nacional, com a incorporação de novas áreas, nomeadamente a oftalmologia. Para o diretor-geral da empresa, José Marcelino Marques, o objetivo agora é assegurar a sustentabilidade da operação, “como um interlocutor essencial junto das instituições de saúde”.

OftalPro: Quais as principais áreas de mercado da Lusopalex?

José Marcelino Marques: A Lusopalex conta atualmente com 42 trabalhadores e tem como principais objetivos fornecer soluções integradas nas áreas de equipamentos hospitalares, dispositivos médicos e diagnóstico para uma vasta área de necessidades clínicas e hospitalares. Temos uma operação logística suportada em três plataformas sediadas no Montijo, em Madrid e em Barcelona, permitindo entregas em 24 horas. Estamos presentes em diferentes áreas nomeadamente na cirurgia cardíaca, cirurgia vascular, cirurgia geral, urologia e ginecologia, ortopedia, diagnóstico in vitro, com foco na área oncológica, investigação científica e oftalmologia.

OF: À semelhança de todas as outras áreas, o que têm estabelecido em Portugal na área da oftalmologia?

JMM: Representamos as principais empresas que operam no setor, seja ao nível do equipamento, seja a nível de lentes intraoculares. Temos uma equipa técnica e comercial que opera em todo o território nacional, incluindo Açores e Madeira, dedicada à oftalmologia. Por forma a garantir uma assistência técnica diferenciada, dispomos de uma estrutura com técnicos devidamente certificados, que garantem o adequado acompanhamento de todos os equipamentos instalados. Na área da oftalmologia, à semelhança das outras áreas da empresa, trabalhamos diariamente para que a Lusopalex seja a empresa parceira de todos os operadores nos sectores de saúde onde estamos presentes, nomeadamente junto dos oftalmologistas a nível clínico e hospitalar com benefício para os utentes e doentes.

Entrevista completa na OftalPro 43.

18 Janeiro 2019
EntrevistasOftalmologia

PUBLICIDADE
Mido 2019
`

Notícias relacionadas

A visão na infância

No artigo da ortoptista Nadine Carvalho Gonçalves, que será publicado na próxima edição da OftalPro, atentamos para alguns dos problemas oculares mais comuns na infância.

Ler mais 15 Fevereiro 2019
Oftalmologia