“Queremos ser parceiros dos oftalmologistas”

Imagem da notícia: “Queremos ser parceiros dos oftalmologistas”

Com a fusão entre os grupos Palex e Taper em agosto de 2017, a Lusopalex, empresa do Grupo Palex em Portugal, assumiu uma estratégia consolidada no mercado nacional, com a incorporação de novas áreas, nomeadamente a oftalmologia. Para o diretor-geral da empresa, José Marcelino Marques, o objetivo agora é assegurar a sustentabilidade da operação, “como um interlocutor essencial junto das instituições de saúde”.

OftalPro: Quais as principais áreas de mercado da Lusopalex?

José Marcelino Marques: A Lusopalex conta atualmente com 42 trabalhadores e tem como principais objetivos fornecer soluções integradas nas áreas de equipamentos hospitalares, dispositivos médicos e diagnóstico para uma vasta área de necessidades clínicas e hospitalares. Temos uma operação logística suportada em três plataformas sediadas no Montijo, em Madrid e em Barcelona, permitindo entregas em 24 horas. Estamos presentes em diferentes áreas nomeadamente na cirurgia cardíaca, cirurgia vascular, cirurgia geral, urologia e ginecologia, ortopedia, diagnóstico in vitro, com foco na área oncológica, investigação científica e oftalmologia.

OF: À semelhança de todas as outras áreas, o que têm estabelecido em Portugal na área da oftalmologia?

JMM: Representamos as principais empresas que operam no setor, seja ao nível do equipamento, seja a nível de lentes intraoculares. Temos uma equipa técnica e comercial que opera em todo o território nacional, incluindo Açores e Madeira, dedicada à oftalmologia. Por forma a garantir uma assistência técnica diferenciada, dispomos de uma estrutura com técnicos devidamente certificados, que garantem o adequado acompanhamento de todos os equipamentos instalados. Na área da oftalmologia, à semelhança das outras áreas da empresa, trabalhamos diariamente para que a Lusopalex seja a empresa parceira de todos os operadores nos sectores de saúde onde estamos presentes, nomeadamente junto dos oftalmologistas a nível clínico e hospitalar com benefício para os utentes e doentes.

Entrevista completa na OftalPro 43.

18 Janeiro 2019
EntrevistasOftalmologia

`

Notícias relacionadas

EUNOS reuniu 500 especialistas de neuro-oftalmologia

Com a fusão entre os grupos Palex e Taper em agosto de 2017, a Lusopalex, empresa do Grupo Palex em Portugal, assumiu uma estratégia consolidada no mercado nacional, com a incorporação de novas áreas, nomeadamente a oftalmologia. Para o diretor-geral da empresa, José Marcelino Marques, o objetivo agora é assegurar a sustentabilidade da operação, “como […]

Ler mais 21 Junho 2019
Eventos e FormaçãoOftalmologia

Tem uma profissão de risco para a sua saúde?

Segundo o portal Business Insider, anestesistas e assistentes médicos e cirúrgicos - profissionais que se encontram na área da oftalmologia - estão entre as 27 profissões com mais riscos para a saúde.

Ler mais 19 Junho 2019
Oftalmologia

Israel: retina artificial poderá devolver visão a cegos

Yael Hanein, diretora do Centro de Nanociência, Nanotecnologia e Nanomedicina da Universidade de Tel Aviv, apresentou recentemente os resultados da investigação que levou a cabo nos últimos 10 anos, com o objetivo de criar uma retina artificial para substituir a ação dos fotorrecetores naturais do olho, quando destruídos por degeneração macular relacionada com a idade (DMI).

Ler mais 18 Junho 2019
Oftalmologia