Olho seco afeta saúde física e mental

Imagem da notícia: Olho seco afeta saúde física e mental

Um novo estudo, liderado pelo professor Pawez Hossain, da Universidade de Southampton, revela que os pacientes que sofrem de sintomas de secura ocular têm uma qualidade de vida inferior aos que não apresentam sintomas.

Os resultados, publicados na revista BMJ Open, mostraram que os pacientes com a doença relataram efeitos negativos na função visual, na sua capacidade de realizar atividades diárias e na sua produtividade no trabalho. Os inquéritos revelaram também que quem tem olho seco está mais propenso a sofrer de ansiedade e depressão.

Este novo estudo teve como objetivo explorar como a doença do olho seco afeta a vida dos adultos no Reino Unido através de um inquérito online a dois mil pacientes (mil com a doença e mil sem). Os participantes realizaram um questionário do National Eye Institute sobre a sua função visual e um questionário EuroQol sobre a qualidade de vida relacionada com a saúde. Aqueles que afirmaram sofrer desta doença ocular também responderam a outras perguntas para avaliar a gravidade dos seus sintomas.

Pawez Hossain, que liderou o estudo, afirma que este “forneceu algumas informações muito úteis sobre o impacto desta doença oftalmológica. Os participantes com sintomas de secura ocular estão muito mais propensos a sofrer de outras comorbidades, em comparação com os que não têm qualquer sintoma. Apesar de não podermos estabelecer associações causais através deste estudo, percebemos que a presença da doença tem um impacto na saúde e qualidade de vida relacionada com a visão do indivíduo”.

24 Março 2021
Oftalmologia

PUBLICIDADE
|MIDO 2021
`

Notícias relacionadas