Estudo revela que crianças míopes tendem a ter uma duração do sono mais variável e menor latência

Imagem da notícia: Estudo revela que crianças míopes tendem a ter uma duração do sono mais variável e menor latência

Um estudo refere que as crianças míopes tendem a ter uma duração do sono mais variável e menor latência do que crianças não míopes. Os padrões de sono foram e são influenciados pela estação do ano, dia da semana, idade e tempo ao ar livre. As evidências sugerem ainda que o tempo ao ar livre protege contra a miopia, noticia o Review of Myopia Management.

Publicado pela revista Translational Vision Science & Technology (TVST), da Association for Research in Vision and Ophthalmology, o estudo teve como objetivo examinar as diferenças no sono entre crianças míopes e não míopes e foi levado a cabo por Lisa A. Ostrin, Scott A. Read, Stephen J. Vincent e Michael J. Collins.

Os investigadores fornecem um relatório detalhado dos padrões de sono de crianças míopes e não míopes matriculadas no estudo Papel da Atividade Externa na Miopia (ROAM) e examinam a influência de vários fatores, incluindo estação, idade e refração erro.

23 Agosto 2021
Oftalmologia

`

Notícias relacionadas

Curso de Anatomia e Cirurgia de Órbita decorre em setembro

No próximo dia 23 de setembro realiza-se o curso pós-graduado de Anatomia e Cirurgia de Órbita – Hands-on Cadaver Dissection, na Nova Medical School - Faculdade de Ciências Médicas, em Lisboa. Este curso será organizado numa parceria entre a Unidade de Órbita do Hospital CUF Descobertas e o Departamento de Anatomia da Faculdade de Ciências Médicas da Nova Medical School/Faculty of Medical Sciences.

Ler mais 3 Agosto 2022
AtualidadeEventos e FormaçãoOftalmologia