Universidade Coimbra conquista prémio no 23º Congresso EURETINA

Imagem da notícia: Universidade Coimbra conquista prémio no 23º Congresso EURETINA

O ‘EYS on gene editing for retinitis pigmentosa 25’ liderado pelos Investigadores do Coimbra Institute for Clinical and Biomedical Research (iCBR) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), João Pedro Marques e Henrique Alves, foi premiado do 23º Congresso EURETINA, em Amesterdão.

A procura de tratamento para “uma mutação bastante prevalente no grupo de doentes estudado em Coimbra” foi uma das motivações do estudo. No episódio 39 do podcast “Talking (EU) Retina”, João Pedro Marques explica que o valor da bolsa EURETINA somado ao financiamento previamente captado vem tornar possível o custeamento de tecnologia de ponta para conduzir a pesquisa. “Queremos arranjar uma solução para os doentes, muitos deles portugueses, que sofrem com esta doença e que se não forem tratados vão ficar cegos”, diz o investigador principal e oftalmologista.

A investigação recorre ao prime editing, uma “técnica que permite proceder à edição de genoma in loco e in vivo”, isto é, realizar alterações genéticas em determinadas células do paciente. Henrique Alves explica que esta é a “tecnologia de edição de genoma mais sofisticada e mais segura na atualidade” na medida em que o prime editing faz frente ao risco de modificações fora do alvo pretendido.

Graças a este prémio será possível contratar mais dois investigadores e investir em tecnologia de ponta capaz de conduzir a pesquisa, dando mais um passo para a cura da condição que afeta muitos portugueses, que correm o risco de cegueira.

O CBR da Faculdade de Medicina de Coimbra que conta já com três prémios atribuídos, ao longo de cinco edições da bolsa EURETINA, espera, com este plano de investigação de dois anos, com início em abril de 2024, cativar mais jovens estudantes ou investigadores, que queiram contribuir para a pesquisa de tratamento para esta doença rara.

23 Novembro 2023
Destaque

`

Notícias relacionadas

Tiago Martins Silva em entrevista

Atual coordenador do Serviço de Oftalmologia dos Hospitais da Luz de Setúbal e Évora, Tiago Martins Silva é apaixonado pela especialidade que abraçou há quase 20 anos. Com foco na cirurgia de catarata e refrativa, o médico oftalmologista fala-nos dos desafios que encontrou ao longo da sua carreira, assim como o que considera mais importante na vida.

Ler mais 20 Junho 2024
Destaque

Como prever a progressão da miopia em crianças?

O Serviço de Oftalmologia do Hospital Fernando Pessoa alcançou mais um marco significativo ao publicar um artigo científico inovador na área da miopia. O estudo, da autoria de Sandra Guimarães e Maria João Vieira, explora as potencialidades do Plusoptix (um autorefratómetro binocular móvel) em crianças míopes que já usam óculos. 

Ler mais 26 Março 2024
Destaque