Rastreios em crianças devem ser exclusivos de oftalmologistas

Imagem da notícia: Rastreios em crianças devem ser exclusivos de oftalmologistas

Especialistas acompanham a opinião da SPO que alertou para a existência de crianças que chegam às consultas da especialidade com óculos, receitados por ópticas, de que não precisam. A OftalPro quis saber a opinião dos oftalmologistas sobre este assunto.

Falam em “técnicas de marketing para vender óculos”, no perigo de estarem a ser camuflados problemas oculares graves e defendem a existência de rastreios oftalmológicos pediátricos, mas realizados por oftalmologistas.

Há quem defenda a criação de um plano nacional de rastreios, que ajude a esclarecer a população e a prevenir atos “puramente comerciais”.

Não perca as várias opiniões na OftalPro 18, brevemente junto de si!

6 Junho 2012
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Pedro Menéres apresenta candidatura à SPO

Com a experiência de dois mandatos na direção da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) (biénio 2015/2016 e 2021/2022), e exercício anterior como membro do Board de duas sociedades internacionais (ESA e ESCRS), Pedro Menéres apresenta agora a sua candidatura à presidência da SPO para o biénio que se inicia em janeiro de 2025.

Ler mais 16 Julho 2024
Atualidade

AbbVie apoia SEMEAR e doa 100 cabazes à Academia Johnson

A AbbVie realizou, em junho, mais um "Week of Possibilities", o seu programa global de responsabilidade social que consiste em contribuir para as comunidades locais através do voluntariado. Nesta edição, a biofarmacêutica colaborou com o projeto SEMEAR para a doação de 100 cabazes à Academia Johnson.

Ler mais 15 Julho 2024
Atualidade