Sonhar acordado potencia a criatividade

Imagem da notícia: Sonhar acordado potencia a criatividade

Sonhar acordado pode melhorar a criatividade e ajudar as pessoas a resolver problemas complexos.

Através de um estudo, realizado em conjunto pelas universidades da California (EUA) e British Columbia (Canadá) e pelo Max Planck Institue (Alemanha), esta técnica pode potenciar a capacidade criativa.

Os investigadores desafiaram um grupo com o “teste incomum de utilização”, onde as pessoas tinham de pensar em todas as alternativas possíveis que lhes surjam para utilizar determinado objeto.

Repetiram o teste num segundo momento mas, entre os dois testes, foi-lhes exigido quatro coisas: completar uma tarefa exigente, que ocupasse a mente em pleno; realizar uma tarefa pouco exigente, que desse a possibilidade de divagar; fazer um intervalo de 12 minutos ou saltar fazer logo o segundo teste.

Os investigadores verificaram que o grupo que completou o teste pouco exigente foi o que obteve melhores resultados no segundo teste.

Revelaram ter tido muito tempo para sonhar acordados, que faz os investigadores acreditarem que os ajudou na capacidade criativa.

 

13 Fevereiro 2013
Atualidade

PUBLICIDADE
MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Telemedicina continua a “criar ondas” na oftalmologia

A pandemia de Covid-19 está a transformar a forma como a medicina é praticada em todo o mundo. Novas alternativas para o modus operandi da prestação de cuidados de saúde tradicionais têm sido escolhidas durante estes tempos incertos.

Ler mais 22 Setembro 2020
AtualidadeOftalmologia

Covid-19: oftalmologistas precisam de vigiar manifestações oculares

No final de março, foi publicado na JAMA Ophthalmology o primeiro relatório sobre 12 casos de conjuntivite em 38 pacientes hospitalizados com Covid-19 na província de Hubei, na China. Essas descobertas foram cruciais para espalhar o alarme sobre uma possível infeção por SARS-CoV-2 através do olho e a necessidade de proteger os profissionais de saúde visual.

Ler mais 16 Setembro 2020
AtualidadeOftalmologia