Dispositivos médicos passam a estar sujeitos a avaliação prévia

Imagem da notícia: Dispositivos médicos passam a estar sujeitos a avaliação prévia

Os dispositivos médicos utilizados pelos hospitais e outras entidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS) passam a estar sujeitos, desde o início de julho, a uma avaliação prévia à utilização, a qual prevê o estabelecimento de preços máximos para a sua aquisição.

O alerta é do Infarmed, que esclarece que “estas normas constam do Sistema Nacional de Avaliação de Tecnologias de Saúde (SiNATS), que entrou no dia 1 de julho em vigor e que, pela primeira vez, equipara os dispositivos médicos aos medicamentos, quer na avaliação prévia à entrada no mercado quer em avaliações posteriores”.

Além disso, “a monitorização da utilização e efetividade destes produtos permite reduzir o desperdício e a ineficiência, contribuindo para uma gestão mais eficiente do SNS”.

16 Julho 2015
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas