Oftalmologia pode atravessar “fase de ouro”

Imagem da notícia: Oftalmologia pode atravessar “fase de ouro”

Brent Saunders, CEO da Allergan, disse que a próxima fase de ouro em oftalmologia está dependente de três fatores.

O mercado da saúde ocular, o ecossistema da oftalmologia e a forma como a oftalmologia se posiciona como marco científico são os três pontos que Saunders salientou numa palestra na Ophthalmology Innovation Summit, a 12 de novembro em Las Vegas.

O dirigente explica ainda que já ocorreram outras eras douradas nas ciências da visão, mas a próxima está cada vez mais perto.

Porém, salienta que os problemas de visão são um entrave crescente. Só nos EUA, adiantou que há mais de três milhões de pacientes com glaucoma, 21 milhões que sofrem de doença da retina e 30 milhões da síndrome de olho seco.

O ecossistema em oftalmologia de que fala inclui cientistas, médicos, opinion leaders e outros influenciadores que trabalham em conjunto para proporcionar uma vida melhor.

Segundo Saunders, ideias melhores estão para ser reveladas, com tratamentos mais eficazes e produtos aprimorados, que incrementarão o sucesso do trabalho dos profissionais e nível de vida dos pacientes.

16 Novembro 2015
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Marcelo Rebelo de Sousa nas comemorações da BIAL

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou esta terça-feira (25) o colaborador mais antigo da maior farmacêutica portuguesa. A distinção foi entregue no âmbito das comemorações dos 100 anos do laboratório, no dia em que se realiza a conferência BIAL 100 Years – Shaping the future, na Fundação Serralves (Porto).

Ler mais 25 Junho 2024
Atualidade

Consumo de drogas poderá causar deficiência visual

Gerardo Gleason, especialista mexicano em tecnologia para cirurgias oftalmológicas, alertou que “o consumo de substâncias psicoativas, naturais ou sintéticas, que atuam no sistema nervoso gerando alterações nas funções que regulam pensamentos, emoções e comportamento, aumentam as hipóteses de deficiência visual ou cegueira”, revela a Lusa.

Ler mais 21 Junho 2024
Atualidade