Músicos invisuais já podem tocar sem recurso a braille

Imagem da notícia: Músicos invisuais já podem tocar sem recurso a braille

Um projeto de doutoramento do músico português Rodrigo Pires de Lima permite “traduzir” partituras para pessoas cegas, utilizando um sistema eletrónico com sons que as situa na obra.

Segundo o Público, o saxofonista de 36 anos – que é estudante no Minnesota, EUA – desenvolveu um projeto que integra tecnologia já existente e a combina com ecolocalização – capacidade biológica de localização através de sons -, permitindo a um músico cego tocar ao vivo sem recurso a partitura em braille, usando antes um auricular e emitindo um som que é, depois, reverberado para si mesmo.

Saiba mais aqui.

22 Abril 2019
Atualidade

`

Notícias relacionadas

SNS: telessaúde usada em 87% dos hospitais

Mais de 80% dos hospitais do SNS recorrem à telessaúde, sendo o telerrastreio e a teleconsulta os mais frequentes, mas os projetos de inteligência artificial ainda não chegaram a metade das instituições de saúde em Portugal.

Ler mais 17 Junho 2019
Atualidade

Cancro: centro de investigação europeu distingue estudo da FCTUC

Um estudo que, pela primeira vez, avaliou o impacto de fármacos anticancerígenos na água do interior das células foi distinguido com o Society Impact Award 2019, prémio atribuído pelo ISIS Neutron and Muon Source, laboratório que possui um dos mais potentes feixes de neutrões e muões do mundo, localizado no Reino Unido.

Ler mais 13 Junho 2019
Atualidade