Dormir pouco engorda

Imagem da notícia: Dormir pouco engorda

Investigadores da Universidade do Colorado, EUA, juntaram 16 pessoas saudáveis, com uma média de idades de 24 anos, peso normal e sem distúrbios de sono.

Essas pessoas passaram duas semanas no hospital da Universidade do Colorado. Nos primeiros três dias, as horas de sono e as calorias ingeridas foram controladas. Depois dessa fase, foram divididos em dois grupos: um desses grupos passou os cinco dias seguintes a dormir apenas cinco horas, enquanto o outro se manteve com o sono normal.

Depois desse período, trocaram de posições. Além disso, nessa fase, quem dormia menos, não tinha qualquer tipo de restrição alimentar.

O grupo que dormiu apenas cinco horas por noite gastou em média mais cinco por cento de energia. No entanto, ingeriu mais seis por cento de calorias do que o grupo que continuou a dormir as nove horas de sono. Se este estilo de vida for continuado, há o risco de se poder engordar um quilo por semana.

Além de haver uma tendência para se engordar, há outros riscos associados a poucas horas de sono, como cancro da mama, impotência sexual, alzheimer e parkinson.

25 Março 2013
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Indo integra grupo Rodenstock para “acelerar o seu crescimento”

Após vários anos de “crescimento sustentado e incremento de quota de mercado”, a Indo irá integrar-se no grupo Rodenstock para “impulsionar” o seu negócio. Estima-se que a transação fique completa no terceiro trimestre de 2022 e está sujeita à aprovação das habituais autoridades de concorrência.

Ler mais 20 Maio 2022
AtualidadeInstitucionalOftalmologia

APOR promove Petição Pública em defesa dos Ortoptistas

Num documento dirigido ao Presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, a petição defende, entre outros pontos, “o direito a exercer a profissão sem penalização” e “o direito de escolha e acesso do cidadão beneficiário da ADSE a cuidados de saúde na área da visão prestados por Ortoptistas”.

Ler mais 17 Maio 2022
AtualidadeÓtica

Catarata: cirurgia pode diminuir risco de demência

De acordo com um estudo realizado nos EUA, e publicado no jornal científico JAMA Internal Medicine, da Associação Médica Americana, “indivíduos idosos com catarata que foram submetidos à cirurgia tiveram um risco menor de desenvolver demência”.

Ler mais 16 Maio 2022
AtualidadeOftalmologia