UTAD com única unidade de dislexia em Portugal

Imagem da notícia: UTAD com única unidade de dislexia em Portugal

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) é a única instituição académica com uma unidade de dislexia.

Foi também nesta universidade que, em parceria com a Universidade do Minho, se fez o primeiro estudo do género a nível nacional, distinguido em 2011 pelo ‘site’ Ciência Hoje, no qual revela que 5,4 por cento de 1460 crianças de Vila Real e Braga possuem dificuldades de leitura e escrita desta natureza.

Segundo Ana Paula Vale, em declarações à agência Lusa, “felizmente, já se percebeu que a dislexia não é uma invenção, é uma condição, uma perturbação de desenvolvimento que provoca essa dificuldade de aprendizagem específica da leitura”, passando de mito a problema sério nos últimos 20 anos.

A UTAD recebe crianças de todo o país que procuram solução para este problema, local onde fazem tratamentos e são diagnosticadas.

Em 2013 foi inclusive distinguida com o prémio CEGOC que distinguiu o projeto Bateria de Avaliação da Leitura, que consiste num teste de leitura e compreensão de textos feito a crianças do primeiro ciclo.

Para a investigadora, não existe no sistema educativo português uma resposta adequada, principalmente por as escolas não terem meios dedicados.

A grande maioria dos professores não possui uma formação específica daí que “não está em condições de fazer uma intervenção de qualidade, aquela que é exigida para as crianças que têm dislexia”.

A investigadora explica que podia haver um outro tratamento destes alunos que têm “uma inteligência típica e que poderiam ter um desempenho e um sucesso escolar normal”, não fossem estas limitações do sistema.

21 Janeiro 2014
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

SPO com novo webinar a 21 de abril

Ciclo de conferências online continua esta quarta-feira, 21 de abril, com debate sobre os “doentes a referenciar à baixa visão”.

Ler mais 20 Abril 2021
AtualidadeEventos e FormaçãoOftalmologia