Artista italiano cria uma caneta para invisuais

Imagem da notícia: Artista italiano cria uma caneta para invisuais

Filippo Fiumani é um jovem de 26 anos que desenvolveu uma caneta para invisuais, que permite criar desenhos com relevo em papel.

Ao início, a ideia deste italiano não se dirigia a este público alvo, visto que o objetivo era apenas abordar um aspeto específico da arte do desenho, criar imagens com relevo.

Estava prestes a desistir da ideia até que colocou a caneta nas mãos de Francisco Vicente, um invisual de 49 anos, e aí tudo mudou.

Denominada Le Mani, esta caneta é movida a eletricidade, com um pequeno motor, e cria relevos em superfícies.

Desta forma, permite a quem não vê pressentir o que está a criar, como também possibilita disfrutar de criações de outras pessoas, cegas ou não, tendo em conta a importância do tato para estes indivíduos.

Através de uma agulha na ponta, a caneta fura e cria assim as formas.

31 Março 2014
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Pedro Menéres apresenta candidatura à SPO

Com a experiência de dois mandatos na direção da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) (biénio 2015/2016 e 2021/2022), e exercício anterior como membro do Board de duas sociedades internacionais (ESA e ESCRS), Pedro Menéres apresenta agora a sua candidatura à presidência da SPO para o biénio que se inicia em janeiro de 2025.

Ler mais 16 Julho 2024
Atualidade

AbbVie apoia SEMEAR e doa 100 cabazes à Academia Johnson

A AbbVie realizou, em junho, mais um "Week of Possibilities", o seu programa global de responsabilidade social que consiste em contribuir para as comunidades locais através do voluntariado. Nesta edição, a biofarmacêutica colaborou com o projeto SEMEAR para a doação de 100 cabazes à Academia Johnson.

Ler mais 15 Julho 2024
Atualidade