Queimaduras oculares em crianças causadas por cápsulas de detergente

Imagem da notícia: Queimaduras oculares em crianças causadas por cápsulas de detergente

Um estudo publicado em março de 2017 na revista científica Journal of the American Medical Association (JAMA) concluiu que houve um aumento de 40 vezes no número de queimaduras químicas oculares em crianças, entre 2012 e 2015, nos EUA, devido a cápsulas de detergente para a roupa. Segundo a revista Visão, “as queimaduras químicas oculares são uma causa significativa de problemas e perda de visão nos EUA, podendo deixar sequelas para a vida”.

Os cientistas da Johns Hopkins University, situada em Baltimore, EUA, analisaram, numa base de dados nacional, relatórios relativos a casos de queimaduras químicas oculares e conjuntivites que procuraram os serviços de urgência entre 2010 e 2015. Focaram-se depois nos registos relativos a crianças entre os 3 e os 4 anos de idade e concluíram que, nesta faixa etária, terá havido um total de 1.201 casos de queimaduras oculares causadas por detergente em cápsula.

O número destas queimaduras registou um aumento de 40 vezes entre 2012 e 2015, de 12 para 480 casos registados, sendo que mais de um quarto das queimaduras oculares associadas a esta faixa etária deveu-se a cápsulas de detergente.

Saiba mais aqui.

24 Outubro 2017
Oftalmologia

`

Notícias relacionadas

Saúde visual dos portugueses foi agravada com a pandemia

O inquérito “Ver-se Bem” – conduzido pela Direção de Saúde Visual da Essilor Portugal entre setembro e novembro de 2020, envolvendo 833 voluntários que responderam a um questionário sobre a sua saúde visual – incide em diferentes campos, dos impactos do confinamento e da pandemia, à miopia e ao conhecimento sobre os sintomas e correção da presbiopia, ou “vista cansada”.

Ler mais 27 Janeiro 2021
Oftalmologia

SPO aposta na formação científica e educação médica

O presidente da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO), Rufino Silva, falou aos sócios sobre as principais linhas de ação da instituição que vai dirigir ao longo dos próximos dois anos. Neste artigo destacamos uma delas: a área da formação científica e educação médica.

Ler mais 25 Janeiro 2021
Oftalmologia

Córnea sintética ajuda cego a voltar a ver

Um homem de 78 anos estava dado como legalmente cego e recuperou a visão, sendo capaz de reconhecer familiares e ver números num quadro. O feito só foi possível devido ao implante da córnea sintética desenvolvida pela CorNeat que pode ser colocado diretamente no olho para substituir córneas danificadas, sem necessidade de tecido humano.

Ler mais 21 Janeiro 2021
Oftalmologia