Cientistas portuguesas premiadas com projetos inovadores

Imagem da notícia: Cientistas portuguesas premiadas com projetos inovadores

Dulce Oliveira na fotografia.

A L’Oréal Portugal distinguiu pelo 14º ano consecutivo quatro cientistas portuguesas com projetos de investigação inovadores nas áreas da saúde e do ambiente.

Carina Crucho do Instituto Superior Técnico; Dulce Oliveira do Instituto Português do Mar e da Atmosfera; Inês Bento do Instituto de Medicina Molecular; e Margarida Fernandes do Centro de Física/Centro de Engenharia Biológica da Universidade do Minho são as quatro grandes premiadas da edição de 2018 das Medalhas de Honra L’Oréal Portugal para as Mulheres na Ciência, que se realizou a 21 de março, no Pavilhão do Conhecimento.

A iniciativa destaca três projetos de investigação na área da saúde – um sistema de distribuição e de libertação controlada de antibióticos, um estudo sobre o parasita da malária através do seu ciclo circadiano que visa identificar um alvo terapêutico universal a todas as etapas da vida do parasita, e um projeto de criação de nanocompósitos magnetoeléctricos como plataformas para a regeneração de tecido ósseo. O quarto projeto vencedor está ligado ao setor do ambiente, nomeadamente ao estudo das alterações climáticas do passado para compreensão dos mecanismos que estão naturalmente associados a eventos climáticos extremos.

Margarida Fernandes

Inês Bento

Carina Crucho

30 Abril 2018
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Pedro Menéres apresenta candidatura à SPO

Com a experiência de dois mandatos na direção da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) (biénio 2015/2016 e 2021/2022), e exercício anterior como membro do Board de duas sociedades internacionais (ESA e ESCRS), Pedro Menéres apresenta agora a sua candidatura à presidência da SPO para o biénio que se inicia em janeiro de 2025.

Ler mais 16 Julho 2024
Atualidade

AbbVie apoia SEMEAR e doa 100 cabazes à Academia Johnson

A AbbVie realizou, em junho, mais um "Week of Possibilities", o seu programa global de responsabilidade social que consiste em contribuir para as comunidades locais através do voluntariado. Nesta edição, a biofarmacêutica colaborou com o projeto SEMEAR para a doação de 100 cabazes à Academia Johnson.

Ler mais 15 Julho 2024
Atualidade