iTrack Advance: iluminar o caminho na canaloplastia

Imagem da notícia: iTrack Advance: iluminar o caminho na canaloplastia

O Centro Médico Avançado Atrys, localizado em Santa Maria da Feira, recebeu a 30 de setembro o Wet Lab Day da Goldfarma dedicado ao iTrack Advance. Utilizado para cirurgias de glaucoma, o iTrack Advance é um dispositivo composto por uma fibra ótica e um microcateter de 250 micras para canaloplastia. Segundo Vasco Pinto, diretor da Goldfarma, esta sessão de esclarecimento foi importante para que os médicos presentes pudessem meter as “mãos na massa” e testar a técnica. 

Utilizado para cirurgias de glaucoma, o iTrack Advance é um dispositivo composto por uma fibra ótica e um microcateter de 250 micras para canaloplastia. Após ser inserido no canal de Schlemm, percorre o canal em 360º graus fazendo a viscodilatação do mesmo, promovendo o escoamento do humor aquoso e reduzindo a pressão intraocular.  

Segundo Vasco Pinto, diretor da Goldfarma, “esta técnica já está em Portugal há 10 anos, mas com uma abordagem diferente. Antes, o procedimento era mais complexo e moroso, pois era feito pela via externa, através da esclera. Agora, com o iTrack Advance, os médicos fazem a intervenção através da córnea, percorrendo o canal de Schlemm muito facilmente”. Afirmou ainda que, com esta técnica, “os oftalmologistas conseguem fazer cirurgias combinadas de catarata e glaucoma, utilizando a mesma tecnologia e apenas uma incisão, evitando assim as complicações pós-operatórias que surgiam com o processo anterior, que era muito mais invasivo”. 

No evento que decorreu na Atrys, os médicos oftalmologistas presentes, de vários centros hospitalares do país (Joana Pereira, do Centro Hospitalar do Médio Tejo – Unidade de Tomar; Ana Figueiredo, do Centro Hospitalar Universitário de Santo António – Porto; Jorge Costa, do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho; Sérgio Estrela e Flávio Alves, do Centro Hospitalar Universitário de São João – Porto, Rui Gonçalves, do Centro Cirúrgico de Correcção da Visão por Laser – Porto; Mesquita Marques, do Hospital CUF Trindade; Maria Luz Freitas, do Hospital da Luz Arrábida; Ricardo Bastos, do Hospital Lusíadas Porto; Nisa Silva, do Hospital Pedro Hispano – Matosinhos; Marina João e Gabriel Morgado, do Hospital de Braga; Francisco Alves, do Instituto de Oftalmologia Dr. Gama Pinto – Lisboa; e João Queirós, do Hospital Santa Maria Maior – Barcelos), puderam experimentar o iTrack Advance em olhos biónicos, após assistirem à intervenção de Tanja Mettepenningen, diretora de formação clínica e cirúrgica na Nova Eye Medical, empresa da Nova Zelândia dedicada à conceção, desenvolvimento, fabrico e comercialização de tecnologias patenteadas para tratamento do glaucoma. No que diz respeito ao iTrack Advance, a “estrela” do momento, ficaram a conhecer as várias etapas da canaloplastia ab-interna utilizando este dispositivo. Estas etapas incluem a preparação do dispositivo, o posicionamento correto do olho e da peça de mão, a incisão na córnea, a introdução do microcateter através do canal de Schlemm, o avanço do microcateter 360° para percorrer o canal de Schlemm e a sua retirada durante a injeção de OVD.   

Para Vasco Pinto, esta sessão de esclarecimento foi importante para que os médicos presentes pudessem meter as “mãos na massa” e testar a técnica. “Acabámos de introduzir o iTrack Advance no mercado e, através deste wet lab, os especialistas tiveram a oportunidade de manusear o equipamento. Hoje em olhos biónicos, mas amanhã já poderão fazê-lo nos seus pacientes, pois já saberão como funciona este pequeno e inovador injetor”.  

Leia a reportagem completa na OftalPro 63.

5 Janeiro 2024
OftalmologiaReportagem

`

Notícias relacionadas

Olhos vermelhos e bandeiras vermelhas

Olhos vermelhos e bandeiras vermelhas: A importância do exame oftalmológico no diagnóstico e orientação - artigo da autoria de J. Salgado-Borges. MD, PhD, FEBO - Diretor Clínico da Clinsborges, Embaixador em Portugal do TFOS (Tear Film & Ocular Surface Society) e Membro da EUDES (European Dry Eye Society).

Ler mais 3 Abril 2024
Oftalmologia