“Existe aquela velha máxima: se queres aprender, ensina”

Imagem da notícia: “Existe aquela velha máxima: se queres aprender, ensina”

O chefe executivo da Iberoftal, Manuel Castro Neves, explicou-nos em entrevista em que patamar se encontra a investigação em Oftalmologia.

“Existe aquela velha máxima: “se queres aprender, ensina”. Se a pessoa ficar agarrada àquilo que já sabe, morre em poucos meses nesta área científica tão evolutiva. A investigação tem que ser permanente. Sempre que nos surge uma novidade, em termos técnicos ou científicos, há sempre mais uma ideia para melhorar. A investigação em Oftalmologia é cumulativa. Vão-se acumulando pormenores sobre o que já é de todos conhecido e, assim, evolui-se. A investigação dá-se passo a passo. Em Portugal, temos núcleos de investigação organizados, que estão inseridos em grupos internacionais. Basta compilar os dados de tudo o que fazemos e, comparando-os com outros centros, acrescentamos valor à ciência…”

Leia a entrevista na íntegra na OftalPro 27, aqui.

10 Outubro 2014
Entrevistas

PUBLICIDADE
|MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Rufino Silva, novo presidente da SPO, em entrevista

Formação científica e educação médica, revisão dos estatutos, defesa do ato médico em oftalmologia e indexação internacional da revista da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO). São estes os principais desafios que Rufino Silva, recém-eleito presidente da SPO, projeta para o próximo biénio.

Ler mais 18 Fevereiro 2021
Entrevistas