Estrabismo proporciona “investigação alucinante”

Imagem da notícia: Estrabismo proporciona “investigação alucinante”

Jorge Breda considerou, em entrevista, qual o futuro da investigação na área do Estrabismo.

“A investigação nesta área é alucinante, porque se baseia nos conceitos mais básicos da fisiologia e da biologia celular. Refiro-me aos estudos sobre inibição e rearranjo neuronal, à fisiologia da vascularização da retina, à genética ocular, ao metabolismo. Penso que, nas áreas a que me dedico, houve um desenvolvimento acentuado no estudo e tratamento da Retinopatia da Prematuridade, por exemplo. Repare-se que crianças que nascem com 24 semanas de gestação e com 500gr., não ficam cegas como ficavam no passado, pois o seu seguimento regular permite um tratamento altamente eficaz quando efetuado na altura certa, quer com Laser quer com a ajuda dos anti-VEGFs, quando indicado. Nas cataratas congénitas, a biocompatibilade dos novos materiais permite-nos introduzir lentes muito precocemente e restaurar melhor a fisiologia visual. Nas doenças genéticas, há avanços notáveis com a terapêutica génica da retina”.

Leia a entrevista na íntegra na OftalPro 25, aqui.

30 Dezembro 2014
Entrevistas

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas

Paulo Ferreira, ocularista na Moutinho Ópticas, em entrevista

É na Avenida Rodrigues de Freitas que encontramos o espaço que a Moutinho Ópticas dedica à prótese ocular, um dos serviços de bandeira da histórica ótica portuense. No local é desenvolvido um trabalho que visa a mitigação dos impactos que a perda de um olho pode ter. Estivemos à conversa com Paulo Ferreira, especialista e ocularista de profissão, sobre o seu percurso e ainda sobre esta área “nobre”

Ler mais 29 Setembro 2021
AtualidadeEntrevistas